sexta-feira, 21 de maio de 2010

"Deitar no teu abraço, retomar o pedaço que falta no meu coração...



O abraço marca o começo e o fim. Existem abraços que falam. Sim, eles falam. Quando estamos tristes, nele encontramos conforto; quando estamos alegres nele encontramos companheirismo, quando estamos cansados ele nos dá o descanso e quando estamos com medo ele trás segurança.
 Mas a verdade mesmo é que o poder do abraço vai muito além disso. O abraço é sempre o mediador entre o bom e o ruim, entre a vontade e a realidade, ele nao abandona. Está presente nos momentos felizes, mas também sempre apareçe no caso de a tristeza chegar, ele está no começo do romance trazendo com ele uma série de sensações, uma pra cada momento: as borboletas no estomago quando ele aparece pela primeira vez, a felicidade pra quando ele mata a saudade e a sensação de segurança quando ele é bem forte. Mas se caso o romance acabar, é com ele que se despedem, e pra essas horas ele trás uma porção de consolo e esperança, pra amenizar um pouco da tristeza.
Às vezes, o abraço fala mais que muitas palavras. Ele tem o poder de dizer algumas frases como: "Não se preocupe, eu estou aqui." ou, "vai dar tudo certo" e tudo apenas com um gesto, o mais nobre dos gestos. Existe aquele abraço gostoso entre amigos, que não diz nada, apenas dá risadas; existe também aquele abraço entre pais e filhos, o abraço que carrega o maior amor do mundo,que carrega segurança e uma das sensações mais raras: a de estar em casa. O abraço é aquele que escuta seus pensamentos, ele sabe o que você sente pela pessoa abraçada e sabe se ela sente o mesmo, talvez sim, talvez nao, não importa, o importante mesmo é que aquela pessoa está em seus braços, e naquele momento você diz tudo, sem falar nada.
O abraço é, sem dúvidas, a mais poderosa arma humana use-o o maximo possivel, porque é a forma mais barata de deixar alguém feliz. É o presente que você não vai achar ruim se houver devolução!
E você, já abraçou alguem hoje?

Nenhum comentário:

Postar um comentário